segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Pescadinha de rabo na boca

O Timon tem esta tara e cada vez está mais grave. É obsecado com a própria cauda e diverte-se (se se pode chamar divertir) a persegui-la. Parece um tresloucado às voltas a segurar na própria cauda.

Tal é a obsessão que nós mandarmos parar não lhe interessa minimamente. Parece que enquanto não se contentar com o número de voltas a dar, não fica descansado.

Esta tara começa-me a preocupar porque ele agora, como tem aquela cauda que mais parece um espanador profissional, arranca madeixas de pêlo e come-as! Sim, come-as!!!

Às vezes parece que não se apercebe que a cauda é dele. Como ela é comprida e anda sempre no ar, quando ele dá uma volta ou faz uma curva, apercebe-se que ela está ali e zás, toca de a apanhar e andar aos rodopios desalmadamente!

Será que, tal como se costuma dizer, é verdade que os cães ficam malucos de fazer isto? O meu cão já é maluco por si, não quero que a coisa agrave por causa deste hábito. Certo certo é que normalmente as obsessões não são nada saudáveis e isto é sem dúvida uma obsessão que o animal tem...


5 comentários:

Spike disse...

O Spike também faz o mesmo. Ás vezes até se espeta de encontra as paredes porque o ABS canino não funciona tão bem quanto eles espereva. São perfeitas perseguições à cauda.
Enfim manias de cão.

Margarida disse...

Não a quero preocupar em vão, mas andar atrás da cauda pode ser um sintoma de Epilepsia ... digo isto, porque o meu Esteves tem a doença e um dos sintomas como por ser ... andar, tentar e muitas vezes conseguir apanhar a cauda. Para ficar descansada, nada como falar com o seu Vet, aliás o Vet do Timon

Jake disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Rocky disse...

Essa é, no mínimo, uma GRANDE pancada do Timon!!! :)

Kunta disse...

Olá Timon!

Essas são coisas a que um boxer não se pode dar ao luxo. No entanto amigo vou fazer-te uma confissão: mesmo sem cauda sou uma gandaaaaaaaaaaaaaaaaaaa maluca!

És lindo amigão!

Mil lambidelas