domingo, 17 de fevereiro de 2008

Elegância canina

Quem lê este blog já há algum tempo, sabe que o Timon sempre foi muito difícil de alimentar. Um cão que simplesmente dizia não à ração que lhe punhamos à frente e só com artimanhas e engodos é que conseguiamos que comesse qualquer coisa da quantidade diária recomendada.

Sempre achei que por não comer muito é que ele era assim 'elegante', tendo passado por um período em que realmente o achava magro.

Mas felizmente tudo isso mudou! Antes de mudar para a ração de despiste de alergia, e sem conseguir perceber porquê, o Timon começou a comer de forma normal. Não é que fosse a correr para a tigela assim que eu punha a ração, mas passado um bocadinho lá ia ele.

Com esta ração de despiste é o paraíso para qualquer dono com um cão esquisito! Pelo menos para nós foi. Assim que falo em 'papa' lá vai ele atrás de mim. Eu acho que o animal nem respira até conseguir lamber o fundo à tigela e quanto mais eu pusesse, mais ele comia como se não comesse há dois dias. Quando acaba de comer fica com ar de coitadinho a olhar para nós como se a perguntar se não há mais... E posso até dizer que lhe pomos mais do que a dose recomendada para o peso dele.

No entanto, o nosso rapaz é mesmo de constituição mais magra. Apesar de há dois meses andar a comer extremamente bem, continua a pesar os seus elegantes 30/31kg. Na realidade também é um cão que faz muito exercício e que gasta muitas energias tanto fora de casa como dentro.

O dono é que não fica contente com esta situação e anda sempre a queixar-se que está magrinho e que está magrinho. Pela ordem de ideias dele, devia-mo-lo enfardar que nem um porco para que engorde mais. Por mim, eu acho que é como as pessoas. Há pessoas que têm um metabolismo mais acelerado do que outras e desde que ele seja saudável e que coma como deve ser, não tenho qualquer razão para tentar mudá-lo.

Quero ver daqui a uns anos quando ele abrandar o ritmo e se começar a engordar, se o dono também se vai queixar que está gordo...

3 comentários:

Spike disse...

O Spike não é nada esqsuisito com a comida. Come a ração, mas todos os dias fica à espera de provar um bocadinho da nossa comida. É um lateiro de 1ª categoria. Come tudo e mais que houvesse. Contudo o peso de é +/- 35 kg.

Kunta disse...

Olá Timon!

Eu acho que estás muito bem. Há raças, tal como aquela a que pertences, que têm uma uma grande propensão para engordar e isso é muito negativo ao nível da saude geral e sobretudo ao nível de uma eventual displasia da anca (problema também típico da tua raça). Para além disso o excesso de ingestão de proteína de origem animal leva a uma diminuição da esperança média de vida do cão e potencia eventuais probelamas de natureza oncológica. Assim, um cão mais "magro", desde que isso não esteja associado a uma doença, é uma grande vantagem.

Por tudo isto amigão continua assim esbelto e elegante.

Mil lambidelas

Thor disse...

Sou como você, Timon! Elegante e em forma! Não há porque nos fartarmos de comer! Se fosse a comida dos humanos, haveria mais interesse. Hoje me alimento melhor do que antes também!

Thor