sábado, 8 de outubro de 2011

Armas de destruição canina

Tudo começou quando no final do ano passado eu e a dona mudamos de trabalho.
Antes desta mudança a dona estava a trabalhar a 5 minutos de casa e eu tinha um horário bastante flexível podendo, quando necessário, estar em casa a determinadas horas. Após esta mudança a dona passou a trabalhar no centro de Lisboa e eu passei a ter um horário mais rigoroso. Isto implicava, entre outras coisas, que não era possível à dona vir a casa almoçar e que iria passar a chegar a casa mais tarde. Como eu também às vezes não conseguia sair a horas, o Timon ficava muito tempo sozinho em casa.
Claro que ele não achou muita piada a esta mudança, até porque, verdade seja dita, ninguém lhe perguntou se ele concordava ou não. O comportamento dele começou a mudar, principalmente em relação à dona. Deixou de abanar a cauda quando ela se aproximava, deixou de querer ir para o colinho dela e até deixou de ir para o lado dela da cama. Passou a procurar-me sempre a mim. Mas o mais grave, é que passou a ter uma grande ansiedade sempre que ia ficar sozinho em casa. Tremia, gania, tentava fugir pela porta da rua, enfim... Era uma meia hora até conseguirmos que ele acalmasse. Isto foi-se agravando ao longos de algumas semanas, até que ele teve que nos chamar à atenção de uma forma mais clara:

DIA 1




Entro em casa e deparo-me com a obra artística do mestre Timon. Eu que não sou nada dado à arte abstracta, fiquei chocado e até pensei que ele me tinha destruído a casa! Fiz a única coisa que podia fazer nesta situação: pus-lhe a trela e fui para a rua com ele brincar com uma bola, até à dona chegar.
Como ela também não é dada a arte ultra-moderna, limpámos tudo e voltamos a repor as coisas que sobraram no lugar. No dia seguinte tivemos o máximo cuidado para não lhe deixar nada que ele conseguisse destruir e saímos para o trabalho na esperança de que fosse mais um dos seus devaneios esporádicos.

DIA 2




Estávamos enganados... A destruição continuou e para pior. Foi de longe o pior cenário de destruição com que alguma vez o Timon nos presenteou. Mais uma vez lá fui eu esperar a dona para a rua com o Timon e uma bola. Mais uma vez e depois de umas horas de limpeza, lá conseguimos por a casa num estado minimamente apresentável. Para quem não sabe falar, acho que gritou bem alto!! Mas desta vez o sinal de alerta foi bem ouvido. Percebi logo que ele não estava contente com algumas coisas lá de casa! Ele sai a mim e como tal é todo dado a tecnologias. Ora comandos da Wii sem motion plus, não pode ser... são para destruir; televisor sem tecnologia 3D??? mas onde é que isso já se viu... é para riscar; comando da PS3 sem vibração, já não se usa, é para roer... etc, etc. E como também puxa algumas coisas à dona e é um cão todo moderno, lá nos decidiu mostrar que uma cama com padrões camuflados, não combina nada bem com a cor do pelo dele e portanto decidiu espalhar os quilos de esferovite do forro, pela sala toda!
Algumas horas depois (e muitos euros) de compras no Ebay e na Amazon, lá conseguimos recuperar parte dos estragos. Mas alguma coisa tinha de ser feita para não passarmos por isto todos os dias. Até porque o espertinho aprendeu a abrir as gavetas dos armários!!! A destruição só ia piorar daí para a frente.
A solução foi simples. O menino ia para o colégio! Bem, não é bem um colégio mas é a casa dos avós :P Desde essa data, todos os dias a dona leva-o a casa da mãe dela e vai buscá-lo à noite. E lá fica ele no jardim, todo o dia a ladrar aos gatos e aos cães que vão a passar, com espaço para correr e companhia dos avós da dona! Fica feliz da vida. Para nós (e para a nossa conta bancária) também passou a ser um descanso. Já sei que quando meto a chave à porta não me vou deparar com um cenário de destruição e sujidade e sei que ele está bem durante o dia.

O comportamento dele face à dona também voltou ao normal, mas agora não o conseguimos deixar sozinho nem por 5 minutos pois a ansiedade, essa não diminuiu.

Não se pode ter tudo.....

3 comentários:

Dona Mãe Babada disse...

ok retiro o k disse no comentário anterior sobre o Timon estar a portar-se bem. o pobrezito queria expressar-se, disso nao ha duvidas e ate tinha razoes de queixa mas... isto é um nivel de destruiçao k supera o k a minha cadela fazia nos tempos de cachorra e bolas isso é dizer mt... ai jasus! mas ainda bem k arranjaram uma soluçao boa pra todos :)

Spike disse...

Olá
Estamos de volta.Tenho muitas saudades vossas.
Lambidelas do Spike.

Hel Kombi disse...

OUCH
Encontrei o vosso blog de novo ...
Isto traz-me recordacoes dos Weims e a destruicao diaria que encontrava ao entrar em casa.

Espero sinceramente de que as coisas tenham melhorado.
Um abraco com saudades para todos

Beijinhos
Helena
helkombi (at) gmail.com